“A Mão Esquerda de Deus”

Olá soldados da Armada Nerd.

Então galera, vim falar sobre um livro que andei lendo há um tempo e ainda não terminei chamado “A mão esquerda de Deus”. Esse livro remonta uma Europa ficcional, medieval à moderna (não consegui definir muito bem ainda mas creio que a hierarquia social seja parecida com a do século XVIII e no que toca as armas e guerras próximo de 1200, antes do uso da pólvora, pelo menos até onde li). A história se baseia num local chamado de Santuário, um local gigantesco e cheio de complexos, porém, apesar do nome, parece ser o pior inferno em que se pode viver, crianças são levadas para esse local, geralmente orfãos e perdidos desde muito cedo (entre 5 e 8 anos) onde recebem uma espécie de treinamento militar rigoroso, não apenas físicamente como psicologicamente devido a uma eminente guerra religiosa, e seus tutores são os chamados Redentores (seriam como monges ou padres desse Santuário) e os alunos (os meninos) chamados de acólitos.

Desde muito cedo aprenderam que qualquer deslize por mais trivial poderia resultar uma boa surra ou até mesmo a morte. A história conta como Thomas Cale, um garoto de 14 ou 15 anos com habilidades incríveis e incomuns no que diz respeito a estratégia de guerra e assassinatos, e seus 2 amigos, após presenciarem mistérios nunca antes vistos dentro do Santuário bem como um brutal assassinato, conseguem fugir junto com uma garota (até então nenhum outro acólito jamais viu uma garota no Santuário) e eles partem rumo a qualquer lugar que não fosse aquele, onde acabam descobrindo que exite uma vida bem diferente do Santuário e que a verdade dos Redentores e seus ensinamentos, não é uma Verdade única e absoluta.

Mas será que o mundo fora do Santuário é muito melhor que o próprio Santuário? Será que Thomas Cale um dia voltará para se vingar dos Redentores ou participar da guerra religiosa? Seja o que for, vale a pena ler o livro, e pra essas perguntas, nem mesmo eu ainda achei as respostas. Até a próxima postagem galera.

Anúncios

Uma resposta em ““A Mão Esquerda de Deus”

  1. Esse tipo de leitura me atrai bastante cara… simplesmente pelo fato de não ter explosões gigantescas, armas biológicos e aurora nuclear. Esses tipos de livros que te trazem pro comum, vamos dizer “ultrapassado”, onde se usava muito mais o cérebro e corpo do que o dedo e armas de fogo são sensacionais. Me senti aprendendo a sobreviver várias vezes com esse tipo de literatura haha! Um ótimo post!

    Esse livro deve ser massa demais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s