As Três Fontes do Poder

Num passado nada remoto mas já algum um tempo atrás, eu mantinha o hábito de ir na casa de uma amiga. Combinávamos todos os amigos de irmos a casa dela para conversar sobre Fisioterapia, Culinária e Psicologia, isso quando não jogávamos jogos de tabuleiro (do qual eramos apaixonados). O pai dessa amiga era um engenheiro mecânico renomado dentro da sua área, entretanto se encontrava fazendo uma nova graduação, o curso Psicologia. Era um pai divorciado e estava sempre conosco, jogando, conversando e etc. Era um cara (Sr.) muito divertido e inteligente.

Uma certa vez, enquanto os meus amigos faziam uma lasanha de presunto e “mussarela” (muçarela), fiquei com o Sr. “X” conversando sobre equilíbrio psicológico, assunto este que ele mesmo começou. Sempre gostei de ouvir pessoas mais velhas, pois essas pessoas gostam de falar, e se sentem bem por isso. Então eu ganhava por dois lados, agradava-lhe pelo simples fato de ouvi-lo e também por estar adquirindo conhecimento.

Não me recordo ao certo todas as reflexões que ele me ajudou a fazer. Mas peguei a ideia principal do assunto que estava em pauta.

Nós temos Três Fontes do poder, em que estas, devem sempre estar em equilíbrio. Esse equilíbrio rege a nossa saúde mental deixando-a estável, quando essas fontes estão desalinhadas temos problemas diferentes.

Inicialmente o Sr. “X”, me fez a seguinte pergunta. – Alexandre, para você o que é necessário para a vida?

Vamos parar de ler este texto por instantes para pensarmos no que é importante para a vida.

Como um simples mortal eu disse tudo que veio na minha cabeça. Sem pensar fui falando de coisas que até então achava fundamental para se ter uma vida equilibrada. Em alguns quesitos eu acertei, mas não com o pensamento que ele queria me transmitir.

Bom, a primeira fonte do poder que o Sr. “X” falou, e particularmente julgou ser a mais importante é o “Conhecimento”. Devemos ter o poder do conhecimento. Todos nós temos um nível desse conhecimento, de forma que este não deve interferir de forma negativa para nossa vida. O que ele disse com isso, você não deve ser burro e nem o mais inteligente, você simplesmente tem que “conhecer”.

A segunda fonte do poder, por incrível que pareça é o “Dinheiro” (grana, como ele gosta de falar). Sim, a grana. Devemos ter dinheiro de forma que essa fonte não interfira de forma negativa nas nossa vidas.

A terceira e ultima fonte do poder é o “Afeto”, resumindo a toda forma de amor que um ser humano possa ter, seja através do animal, do companheiro, da religião, dos amigos e etc.

Essas três fontes do poder regem todo o nosso equilíbrio psicológico, são os nossos pilares da estabilidade.

No final da nossa conversa, o Sr. “X” ressalta que isso é um desafio para todos nós, pois, a maioria estará em desequilíbrio dessas três fontes. Por causa do Afeto? eu perguntei pensando em que todos nós iriamos ter mais “amor” do que dinheiro por exemplo. Não! Por falta do poder do conhecimento. E assim finalizamos a nossa conversa.

Aos passar dos dias mantive a nossa conversa na cabeça. E com as idas e vindas dentro do ônibus, colocava no meu celular um Pink Floyd pra escutar e refletia toda a conversa. Até chegar em uma conclusão pautável e lógica.

O conhecimento é o mais poderoso dos três, devido ao sentimento de emoção, ser pautado através das experiencias. Conseguimos através do conhecimento dirigir os nossos sentimentos e ficarmos firmes, não ficamos cegos quando o “Afeto” está elevado demais. O conhecimento também que vai reger nossos gastos, sabendo diferenciar do que é importante para se consumir e o que não é. A capacidade do pensamento e da reflexão está no Poder do Conhecimento.

O objetivo aqui não é reduzir um dos poderes para equilibra-lo em relação aos outros.

Os que estiverem lendo e entendo este texto são Poderosos no Conhecimento.

O objetivo deste texto, é evoluirmos junto com o Conhecimento, os nossos outros Poderes.

Por isso, não devemos somente nos restringir ao Conhecimento, Afeto ou ao Dinheiro durante a nossa vida.

Devemos, evoluir as três fontes de forma gradual, igualitária e constantemente.

~CobWeb~

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s