Tempo de reativar e mudar a Armada

As aaaaarmas soldados da Armada Nerd. Essa frase deixou saudades né povo?

Mais uma vez venho pedir desculpas aos prezados soldados de armada e dar mais uma desculpa esclarecer o porque de desativarmos a armada de novo.

Bom, além das desculpas motivos de sempre, faculdade, falta de tempo e etc. como vcs devem saber, eu to fazendo TG (tiro-de-guerra) e isso me ocupa boa parte da manha.Acordar 4:00 todo dia é dureza galera. Além disso, os métodos que nós adotamos era muito improdutivo.

Usávamos o fraps, a cada 5 min de video rendia 5GBs, um tamanho considerável pro meu HD ja esgotado, brincando gastava 20 a 30GBs por GP. Alem disso, usava o AGK (Auto gk) para a compactação. Embora ficasse muito reduzido o tamanho do video e sacrificar quase nada da qualidade, ainda sim pra minha net era quase enviavel o up.

Então houve luz, mudarmos a Armada para um método que fosse mas eficaz o que já nos era óbvio, porém não sabíamos como ainda. Por esses dias nos veio a ideia de realizar streams.

Através então do twitch tv estamos fazendo streams dos jogos que temos, atualmente eu, Forseti estou fazendo do Far Cry 3 e Assassin’s Creed IV: Black Flag, ficando lá mesmo arquivados os streams e, sem horas marcadas (quando eu tiver jogando) vcs podem ter a sorte de assistir as streams ao vivo (talvez 1 min de delay). Quando eu zerar o jogo vou fazer a review dele, pois realmente vale a pena. E por fim, quando eu e o Sr. Armada não tivermos nenhum jogo novo vamos fazer streams do LoL (nosso vicio mais duradouro dos últimos tempos) mostrando a nossa adrenalina in game, nossos cagaços, nossos apertos, nossa sorte e nossas jogadas friamente calculadas, tudo isso registrado nos anais da ArmadaNerd.

Segue o canal pra vcs nos assistirem.

http://www.twitch.tv/armadanerd

Anúncios

Por onde vai o conhecimento?

cabeça 01

Se olharmos para o rosto de um individuo qualquer o que vamos observar?

Os olhos, cabelos, nariz, orelhas, cor da pele, brincos, pintas, rugas, sobrancelhas e tudo mais!

Talvez até julgar qual o sexo, de acordo com as características e utensílios que observarmos!

Se realizarmos a mais superficial das secções, a retirada da pele (derme e hipoderme) o que vamos enxergar?

Encontraremos as fáscias, músculos, nervos, glândulas, linfonodos, artérias, veias e vasos linfáticos.

E ai, não iremos mais saber se é homem ou mulher.

Todas estas estruturas são responsáveis pela arquitetura não só do rosto, mas de todos os nossos segmentos corpóreos. Estas estruturas vão estar presentes em qualquer parte do nosso corpo, agindo de acordo com os processos fisiológicos e fisiopatológicos.

Mas o que difere da cabeça? Afinal, o que temos na cabeça?

Se continuarmos as dissecações e retirarmos todas essas estruturas citadas, encontraremos uma superfície lisa, em forma de abobada, com irregulares suturas, entretanto contínuas, ligando osso por osso até formamos o crânio. Uma estrutura em toda sua complexidade, rígida, feita principalmente de cálcio.

Em sua forma compacta e esponjosa, o crânio abriga e protege o encéfalo.

– Tá bom, mas o que é isso?

O encéfalo em suas várias divisões, cada área com suas funções, possuem um componente similar. Componente similar este chamado de neurônio. Os neurônios são responsáveis por gerar e transmitir impulsos elétricos, também chamados de impulsos nervosos. As transmissões de impulsos são trocas de informações que acontecem na fenda sináptica. Trocas de informações através da química, que dependendo da substância, seja ela a histamina, epinefrina, acetilcolina, glutamato entre outros, atingimos alvos específicos.

Essas informações não só alteram nossas respostas ao meio externo ou interno. Mas também nos conectam ao meio que nos cerca, que nós da sensibilidade e a capacidade de movimentar.

E não somente capazes de sentirmos e movimentarmos, conseguimos pensar.

cabeça 13

E com o pensamento, nós crescemos. Evoluímos.

Evoluímos através do conhecimento!

Esta imagem representa não só a comunicação entre os neurônios.

Esta sinapse é a representação de como nós conseguimos crescer. Tornarmos melhores. Mais hábeis.

Inteligentes.

O conhecimento adquirimos na Universidade.

O conhecimento é imutável e nós o evoluímos dentro de nós mesmos com os estímulos, esforços e a vontade de nos tornarmos melhores.

Alexandre Batista – CobWeb

Guerra gigantesca em EVE Online envolve mais de 2800 jogadores

Abrindo de vez a segunda temporada da Armada Nerd, voltamos com as nossas queridas notícias no nosso site queridos amigos e eu, o Sr. Armada fui motivado por essa bela notícia para abrir com chave de ouro e encher os olhos de vocês que já jogaram jogos do gênero de lágrimas!

Imagem

Quando pensamos em uma guerra em um MMO, dificilmente vem à nossa cabeça mais do que algumas dezenas de personagens entrando em combate. Mas o acontecimento registrado por diversos jogadores de EVE Online em sites como o Reddit e o YouTube trouxe uma batalha em uma escala muito maior, digna do que vemos nas batalhas espaciais de filmes de ficção científica.

Segundo o The Mittani, uma disputa de território colocou nada menos do que 2800 naves em combate simultâneo. A guerra envolveu um total de 3161 pessoas, 262 alianças e 715 corporações na região de Asakai, durante várias horas na noite de ontem (27/01), trazendo diversas baixas para ambos os lados da disputa.

O resultado, como você pode ver no vídeo acima, é simplesmente impressionante: são tantas naves visíveis na tela ao mesmo tempo, variando de veículos de pequeno porte a super carregadores e titans, que é praticamente impossível distinguir todas entre os tiros, explosões e marcadores de personagens.

Uma guerra por acidente

Embora essa guerra épica impressione qualquer um que veja o vídeo ou as diversas fotos correndo pela internet, o mais curioso disso tudo é que a batalha não foi planejada por nenhum dos lados.

Tudo começou porque um dos operadores da corporação Goonswarm cometeu um pequeno erro, usando o comando de salto para Asakai, no lugar de fazer uma ponte pela região. Isso fez com que a nave encontrasse um enorme exército inimigo – e esse operador, no lugar de fugir, preferiu chamar reforços.

Com o tempo e a chegada de mais reforços de ambos os lados, o pequeno erro de cálculo cresceu. E assim, EVE Online se tornou palco do que foi possivelmente a maior guerra da história dos MMOs.

Créditos: Baixaki

MNG Brasil S01E02 – Gameplay de Assassin’s Creed Brotherhood – Cortesã e Aniquilamento Maroto

Vídeo

Já está no ar o atrasado MNG!

Às armas soldados da Armada Nerd, sejam bem-vindos ao segundo Monday Night Gaming Brasil. Hoje, Forseti e Sr. Armada trazem esse gameplay comentado de um dos jogos dessa maravilhosa franquia: Assassin’s Creed.

# Dissertando com Forseti # Assassin’s Creed I e II #

As Aaaaarmas soldados da Armada Nerd.

Bom, como um bom site nerd (ou não) é OBVIO que alguém deve falar sobre jogos, como sou o pioneiro por aqui na armada nerd, creio que esse cargo será incumbido a mim xD.

Além disso creio eu que esse será o titulo dos meus posts relacionados a isso, Dissertando com Forseti e o assunto em questão.

Mas vamos lá.

Hoje falaremos sobre um jogo que virou febre no mundo todo, um fenômeno de audiência (se é que posso usar esse termo para um jogo) e que realmente me surpreendeu em quase todos os quesitos que considero relevantes.

#Jogabilidade#

A jogabilidade de Assassin’s Creed permite uma interação com o cenário NUNCA antes vista. Aos fans da série Prince of Pérsia, meu sincero respeito, mas creio eu que a série não possua uma sincronização gráfica do cenário e a interação com ele tão realista como o do Assassin’s Creed.

Quem ao jogar nunca passou raiva ao tentar subir uma construção por um lado dela e foi obrigado a dar a volta para conseguir subir? ou quando chegou no topo de uma construção levou um golpe e acabou caindo? ou ainda (é infantil mas garanto que todos já fizeram) andaram normalmente com o personagem principal (sem correr ou andar no modo furtivo), todo marrentão e como quem não quer nada enfiou a lamina oculta dentro da costela de alguém?

Bom, todas essas coisas podem ser conferidas na série. Na minha opnião a jogabilidade do Assassin’s Creed 1 era mais “engenhosa” ela requeria mais habilidade, velocidade e sincronia do lado do jogador enquanto que no Assassin’s Creed 2, para aumentar a quantidade de movimentos pré-programados ouve uma certa facilidade como por exemplo o fato de estar pendurado em um prédio logo abaixo de um guarda e com um simples clique o matar e tampá-lo do alto ou ainda ao estar escondido, matar e esconder o corpo do alvo em apenas um clique.

Matar os alvos da história principal de ACI (Assassin’s Creed I) também era mais “complicado” as vezes era necessário limpar a área pra depois conseguir um belo assassinato enquanto no ACII simplesmente poderia matá-lo sem qualquer resistência e apenas depois lidar com os guardas.

Mas foi incrementado diversos elementos que engrandeceram ainda mais o jogo como a lamina oculta dupla que no angulo de visão correto e dependendo da proximidade dos alvos é possível matar 2 ao mesmo tempo. O sistema de dinheiro e diferentes armas e armaduras ao invés de ficar preso em apenas um modelo de arma ou armadura durante todo o jogo e ainda a possibilidade que se passa bem por alto (poderiam ter aprofundado um pouco mais, acho que seria interessante) de gerenciar uma vila e ainda, algo que eu realmente senti falta no ACI e que eu gostei de mais de ter aparecido em ACII, a possibilidade de pegar os corpos, tanto para escondê-los como para distrair outros guardas através de um plano mirabolante.

#Gráficos#

Desde o primeiro jogo eu me surpreendi na questão gráfica. O realismo gráfico proporcionado, em especial ao realismo, intensidade, movimento e todas as outras particularidades da projeção de uma sombra foi a mais interessante experimentada até agora por mim em algum jogo. Quem nunca ficou correndo na mureta de uma muralha e de repente viu a sombra do assassino correndo encima da sombra da mureta da muralha e não contemplou o mínimo desta cena?

Além de todo o realismo dos assassinatos bem como a prova do sangue coletada numa pena branca no ACI, ou ainda as faíscas decorrentes do choque das lâminas, ou ainda o fato do traje de Ezio (personagem principal de ACII) refletir mais por estar molhada ou se sujar se sangue nos braços ao cometer um assassinato com a lamina oculta e uma série de outros elementos que geraram um gráfico bonito, agradável, mas acima de tudo REALISTA. Quem nunca se perguntou ao jogar algum jogo da série o quão as cidades mostradas poderiam ser fiéis no tempo retratado? Quem nunca viu as cidades de Jerusalém, Acre e Damasco e pensou o quanto, no passado, elas poderiam se parecer como no jogo?

#Som#

Os efeitos sonoros do jogo no geral são bons, principalmente em ACI.

A musica que embarga os combates, o som das laminas se chocando, ou quando se choca contra o corpo ou armadura do alvo são extremamente realistas porém, possuem uma variedade muito limitada. Um determinado golpe de espada tem aquele som e terá apenas aquele. As musicas acabam se tornam repetitivas e não possui uma trilha sonora consistente.

Em ACII a trilha sonora é praticamente inexistente. Os lugares em que me marcaram as musicas em ACII foi no momento de sincronia no topo das torres, quando há aquela movimentação panorâmica da câmera. Mesmo em combates não me lembro da música de fundo.

#Efeitos#

Os efeitos são ótimos, se enquadram de certa forma ao quesito gráfico, mas ver o realismo da água, o reflexo na roupa de Ezio, ou as fogueiras a noite (possível ver na missão de Leonardo da Vinci em ACII) bem como o realismo da fuga de carruagem e o uso do morcego voador (esse eu realmente fiquei impressionado, como aquela máquina poderia ser tão perfeita? Se Leonardo chegou a fazê-la, o quão semelhante os movimentos mostrados no jogo poderiam condizer com ela na vida real?)

#História#

Ultimo quesito, e na minha opinião, uma história bem original, onde envolve diferentes eras e todas elas tem um desfecho interessante.

Desmond Miles, é o personagem principal em todos os jogos. Ele, também conhecido como Subject 17 (Cobaia 17) é capturado por uma organização chamada Abstergo no ACI e descobre através de uma maquina capaz de reproduzir memórias gravadas no DNA (Animus), que é descendente de Altair, Membro de uma guilda de assassinos (que realmente existiu no oriente médio naquele tempo e que usavam roupas muito semelhantes a que Altair usou na trama) que viveu no século XII e XIII, cujo o objetivo era matar 9 templários que almejavam os Pedaços do Éden (artefatos com poderes mágicos. É dito que aquele que possuir todos os pedaços obterá o poder para controlar o mundo). Altair mata os 9 Templários até descobrir que Al Mualim, o líder da guilda a qual pertence, é na verdade um dos templários que almejam tal poder e o mata terminando ACI.

Ao sair da maquina Desmond, por ficar muito tempo dentro do Animus começa a adquirir a habilidade dos assassinos, ele aprende a usar a “Visão da Águia” e vê por toda a organização, marcas de sangue criada pelo Subject 16 (Cobaia 16) e descobre que a organização Abstergo, é o nome da instituição formada pelos templários de hoje e, graças as memórias de Desmond, descobriram a localização dos outros Pedaços do Éden e que também é um alvo que deve morrer.

Havia uma assassina infiltrada na Abstergo que consegue tirá-lo de lá e diz que é apenas questão de tempo até que venham atrás dos assassinos e os exterminem.

Agora, Desmond através da experiencia de seus antepassados deve aprender a arte milenar dos assassinos, é então que ele encarna no papel de Ezio Auditore, desde sua ascensão como assassino em ACII até a sua ascensão como líder dos assassinos em ACBH onde ele atacará roma e tentará contra toda a ordem templária da família Borgia e em ACRV em que Ezio, já velho vai pra Constantinopla lutar contra os templários mais uma vez para conseguir as chaves e proteger a biblioteca de Altair, que é dito que nem todo ouro do mundo seria capaz de comprar tais livros.

E finalmente Connor Kenyway em ACIII, um descendente metade Inglês e metade Mohawk (um povo Ameríndio que vivia nos EUA) que se passa na revolução americana e com o próprio Desmond tentando evitar o Apocalipse no ano de 2012.

Eu joguei apenas os 2 primeiros jogos da série, mas ela promete muito. Por isso, aqui estão as screens dos 2 primeiros jogos.

Para aqueles que não estão conseguindo acompanhar as reviews pelo fato de elas estarem MUITO grandes (admito, eu empolgo na bagaça), ja sei uma forma de reduzir drasticamente utilizando os mesmos quesitos e reduzindo a review, então podem espera um conteúdo curto e de qualidade (ou não) na próxima review =D

Continuar lendo

PlayStation 4 se chamará “Orbis” e custará cerca de R$ 1,3 mil

Na mesma semana em que a Microsoft anunciou a nova geração do seu console Xbox – quarta geração – que será conhecido apenas como “Xbox”, a Sony começa a mostrar suas asinhas:

Mas o sucessor do PlayStation 3 também foi alvo de uma matéria especial, agora, da PSM3. A publicação do Reino Unido, especializada no PS3, revelou em sua edição de novembro 15 detalhes inéditos do futuro videogame da Sony, que também deve contrariar os rumores e não receber o nome “PlayStation 4?. Veja abaixo, com informações do site PS3 News.

PlayStation Orbis é o nome oficial do PS4

Após conversar com diversas fontes e produtores, a revista afirma que o console deve seguir o modelo do PS Vita e abandonar termos técnicos de numeração ou tamanho ? como foi o caso do PS One, PS2, PS3 e PSP ? e adotar o nome

PlayStation Orbis. Essa nomenclatura já é usada para se referir ao console, que agora está nas mãos de grandes desenvolvedoras para testes com games para a futura plataforma.

Especificações técnicas

De acordo com a matéria da PSM3, o Orbis virá equipado com um processador AMD, e terá entre 4GB e 8GB de memória RAM. A quantidade exata só será decidida após o anúncio oficial da RAM do novo Xbox, em uma jogada de marketing da Sony para atrair mais compradores. Por padrão, o console virá com 16GB de memória flash.

A rede PSN, mais especificamente o serviço de assinantes PlayStation Plus, terá um papel ainda mais importante, já que será integrada ao Gaikai, o sistema na nuvem que vai lançar jogos clássicos da família PlayStation.

Jogos

Outra informação da PSM3 é que os games do Orbis não terão resolução Ultra HD de 4K (apenas vídeos poderão reproduzir nessa qualidade de imagem), e vão continuar com reprodução em 1080p a 60fps, como no PlayStation 3. Se for verdade, é uma ótima notícia para o Wii U da Nintendo, que estará na mesma disputa gráfica do console da Sony e da Microsoft.

Contudo, a publicação é categórica em dizer que a capacidade gráfica do PS4 deve ser superior à de seus concorrentes. Exemplo disso é que o dispositivo poderá rodar em tempo real os já anunciados “Watch Dogs”, “Star Wars 1313? e a incrível demo técnica exibida pela Square Enix neste ano.

Por fim, a publicação confirma que os primeiros títulos do aparelho serão revelados na E3 2013. Além disso, o Orbis não vai rodar games usados ou piratas, já que cada um deles virá com um código de segurança que será registrado apenas na conta PSN do primeiro comprador.

formas » PS3

PlayStation 4 vai se chamar ‘Orbis’ e custará até R$ 1.300, diz revista

por Karatos2, fonte Canaltech, data 00:14 (13 horas atrás) editar remover
imagem

Você viu ontem (21) aqui no Canaltech que a revista Xbox World divulgou uma reportagem de oito páginas sobre a próxima geração do console da Microsoft. O dispositivo, que deve se chamar apenas ‘Xbox’, deve incluir recursos como discos Blu-ray, áudio direcional e até um óculos de realidade aumentada.

Mas o sucessor do PlayStation 3 também foi alvo de uma matéria especial, agora, da PSM3. A publicação do Reino Unido, especializada no PS3, revelou em sua edição de novembro 15 detalhes inéditos do futuro videogame da Sony, que também deve contrariar os rumores e não receber o nome “PlayStation 4?. Veja abaixo, com informações do site PS3 News.

PlayStation Orbis é o nome oficial do PS4

Após conversar com diversas fontes e produtores, a revista afirma que o console deve seguir o modelo do PS Vita e abandonar termos técnicos de numeração ou tamanho ? como foi o caso do PS One, PS2, PS3 e PSP ? e adotar o nome

PlayStation Orbis. Essa nomenclatura já é usada para se referir ao console, que agora está nas mãos de grandes desenvolvedoras para testes com games para a futura plataforma.

Especificações técnicas

De acordo com a matéria da PSM3, o Orbis virá equipado com um processador AMD, e terá entre 4GB e 8GB de memória RAM. A quantidade exata só será decidida após o anúncio oficial da RAM do novo Xbox, em uma jogada de marketing da Sony para atrair mais compradores. Por padrão, o console virá com 16GB de memória flash.

A rede PSN, mais especificamente o serviço de assinantes PlayStation Plus, terá um papel ainda mais importante, já que será integrada ao Gaikai, o sistema na nuvem que vai lançar jogos clássicos da família PlayStation.

Jogos

Outra informação da PSM3 é que os games do Orbis não terão resolução Ultra HD de 4K (apenas vídeos poderão reproduzir nessa qualidade de imagem), e vão continuar com reprodução em 1080p a 60fps, como no PlayStation 3. Se for verdade, é uma ótima notícia para o Wii U da Nintendo, que estará na mesma disputa gráfica do console da Sony e da Microsoft.

Contudo, a publicação é categórica em dizer que a capacidade gráfica do PS4 deve ser superior à de seus concorrentes. Exemplo disso é que o dispositivo poderá rodar em tempo real os já anunciados “Watch Dogs”, “Star Wars 1313? e a incrível demo técnica exibida pela Square Enix neste ano:

Por fim, a publicação confirma que os primeiros títulos do aparelho serão revelados na E3 2013. Além disso, o Orbis não vai rodar games usados ou piratas, já que cada um deles virá com um código de segurança que será registrado apenas na conta PSN do primeiro comprador.

Preço

A revista afirma que o PlayStation Orbis deve custar entre 400 e 500 euros, cerca de R$ 1.000 a R$ 1.400. O CEO da Sony, Jack Tretton, já havia dito ao site Gametrailers que o sucessor do PS3 “não vai ser o mais barato, mas será o melhor”.

“Nosso foco não é lançar primeiro, nem ter o menor preço, mas sim a melhor máquina. Em um mundo perfeito, seríamos os primeiros, mais baratos e melhores, mas nosso foco é sempre a qualidade”, revelou o executivo.

Apesar de caro, o console virá, por esses preços, com o PS Move e a câmera PlayStation Eye, que hoje são vendidos separadamente no PlayStation 3.

Via: Game Vício

As Desculpas Esfarrapas dos Soldados da Armada Nerd

Olá caros amigos, Sr. Armada vem mais uma vez dar suas desculpas esfarrapadas. Infelizmente a Armada Nerd não tem fins lucrativos, e também não garantirá nosso futuro, é aqui que nos sentimos bem e nos afastamos de tudo isso, relaxamos e esquecemos de todos os problemas, mas como sabemos, nem sempore podemos fazer o que gostamos e ultimamente tem sido uma daquelas etapas super apertadas pra quase todo mundo da Armada.

Faculdade apertando, coincidindo com período de promoção em loja, enfim… as nossas atividades andam devagar, e o nosso podcast, bem como o vídeo cast estão atrasados e como as tentativas de adiarmos e marcamos futuramente não têm dado certo, não vamos colocar a contagem regressiva para os próximos episódios e vamos fazer tudo com tranquilidade para dar mais qualidade do que quantidade.

Lembrando que as postagens e colunas continuarão normalmente e não atrasaremos mais do que semana!

Agradeço a compreensão, e vejo vocês pelas estradas da Terra Média, Westeros, Hogwarts, Araluen e vários outros lugares que frequentamos.

Live long and prosper!

Os Contos Perdidos do Apocalipse – Ato 4 “O Arauto dos Deuses”

Faegon

O tempo parecia ser precioso, o elfo corria e sua capa era lançada ao vento e rebatia como se quisesse voar, os braços seguravam um antigo livro como se temesse por ele mais do que a própria vida. Corria por entre as árvores e olhava para trás em total desespero esperando a qualquer momento alguém pará-lo.

Passou por trilhas e atravessou rochas em meio à escuridão de Bronwethiel e sabia muito bem para onde estava indo. O terreno começou a se tornar cada vez mais íngreme e subiu. Subiu mantendo o fôlego de respirando pesado. O terreno começou a dar voltas sobre si e de repente o céu acinzentado e muito ao longe as cores alvas e rubras do monte de Thûm se mostraram, estava subindo em um topo de uma colina, e dava voltas e mais voltas ao redor das árvores em meio a uma trilha difícil e acidentada.

Depois de muito tempo, chegou ao topo da colina e na encosta de uma pedra encravada na terra, entrou por um buraco. Lá dentro era frio e a parede estava encravada de estatuetas de antigos deuses que não habitavam a terra há muito tempo. Mouthcave, era assim que os antigos elfos a chamavam. Mas assim como os antigos elfos, tinham sidos esquecidos ao decorrer das eras.

Faegon corria pela caverna e decia em meio às escavações na pedra, desceu durante tanto tempo que parecia que já estaria supostamente no nível da floresta. Correndo por meio as parades de pedra e em meio aos rostos, ele chegou ao um grande salão alagada. Colunas antigas e imagens rodeava o salão. Nada surpreso, Faegon tirou sua capa e cobrindo o livro mergulhou nas águas.

Debaixo da água o caminho continuava o mesmo, mas agora havia estátuas até onde supostamente alguém pisaria, mas as construções estavam feitas para serem atravessadas com água. Depois de cruzar grandes corredores, Faegon avistou novamente a superfície e subiu.

Ao colocar o corpo para fora da água ele não estava molhado, e o lugar mostrava uma grande biblioteca com uma mesa bem no meio iluminada por grandes castiçais. As paredes de pedra eram tampadas por livros e mais livros, pergaminhos e mais pergaminhos. Estava seguro agora.

Se encaminhou para a mesa, desembrulhou da capa anormalmente seca, e o colocou sobre a mesa. Parecia não acreditar no que via e como estaria ali intacto, na sua frente. Era escritos em runas.

“Os Contos Perdidos do Apocalipse”, a capa original, assim achada por Faegon, em runas.

Revirou as páginas, e continuou a ler:

“Eis que Lucifer vem a terra e propõe uma aliança com os homens, os homens amedrontados com a forma em dragao do demônio se fazem fracos e aceitam se submeter a legião do inferno.”

Faegon pegou vinagre e lançou sobre o trecho, e desesperadamente, pegou a pena e o tinteiro e recomeçou a escrever:

“Eis que Lucifer vem a terra e propõe uma aliança com os homens, porém, antes da resposta dos fracos e desnorteados homens, Miguel, Rafael e Gabriel descem dos céus em seus cavalos alados e com o clarão celeste, expulsam o demônio do convívio dos homens”.

Um súbito clarão percorreu a sala, vindo da distante superfície, e o grito desesperados do demônio se fez ouvir mesmo de tão longe.

https://i1.wp.com/2.bp.blogspot.com/_SO8Qi0M-nho/TUW_tDpSFBI/AAAAAAAAAjs/spN-QPe2OVs/s320/guerreiro%2Bda%2Bluz.jpg

~Sr. Armada~

Material que “para” balas está sendo testado para fabricação de coletes.

O grupo de pesquisadores, que inclui ainda uma equipe do MIT, afirmam que com a invenção é possível criar coletes mais fortes e mais leves para os policiais. Da mesma forma, a tecnologia poderia ser utilizada também em veículos blindados.

Em teoria, se alguém atirasse contra um vidro recoberto com uma camada do nanomaterial de poliuretano, o impacto das balas não faria que ele quebrasse ou rachasse, mas sim ficasse deformado. A pesquisa ainda está em estágio inicial, mas as descobertas até então são bastante animadoras.

Via: TechMundo